processo-seletivo-Ministerio-da-Saude

Enquanto aguarda o lançamento do aguardado Concurso Nacional Unificado, o Ministério da Saúde planeja efetuar novas contratações temporárias. Essa recente resolução foi anunciada ontem, 25 de setembro, através do Diário Oficial da União, que publicou a autorização para um Processo Seletivo visando o preenchimento de 300 vagas no órgão.

Além da autorização, o documento possui em anexo a distribuição das vagas e os cargos que irão compor o certame:

Cargos e vagas

  • Técnico administrativo – 28 vagas;
  • Analista de dados e controle de qualidade – 12 vagas;
  • Analista de requisitos processuais, normativos, econômicos e financeiros – 218 vagas;
  • Analista técnico em edificações – 8 vagas;
  • Analista técnico em equipamentos – 18 vagas;
  • Gestor – 16 vagas.

Conforme o documento, o prazo de publicação do edital de abertura é de no máximo seis meses, a partir da autorização. Confira a Portaria MGI/MS N° 34:

Processo Seletivo do Ministério da Saúde: Portaria MGI/MS N° 34

Segundo o comunicado, esses especialistas desempenharão funções no Ministério da Saúde, concentrando-se em áreas relacionadas à gestão de contas, habilitação e reembolso de recursos.

As principais responsabilidades dos cargos incluirão a condução de processos como a Tomada de Contas Especial (TCE), que investiga eventuais irregularidades na administração pública, bem como procedimentos de ressarcimento aos cofres públicos.

A remuneração, bem como as demais datas de realização do processo seletivo serão divulgados junto ao edital, que deve ser divulgado daqui a 6 meses.

A validade do processo seletivo será de quatro anos, podendo vir a ser prorrogado por mais um ano, caso seja necessário.

Concurso Nacional Unificado – Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde decidiu aderir ao Concurso Nacional Unificado, uma iniciativa proposta pelo Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI). Para a Saúde, foram autorizadas 220 vagas no cargo de tecnologista, com previsão de edital para 20 de dezembro de 2023 e realização da prova em 25 de fevereiro de 2024.

A adesão do Ministério da Saúde visa ampliar a equidade na elaboração de políticas públicas de saúde, incorporando pessoas de diferentes origens e realidades. Os novos servidores serão destinados às áreas de Vigilância em Saúde, Ciência, Tecnologia, Inovação, Complexo da Saúde, Atenção Especializada à Saúde e Atenção Primária à Saúde na Saúde.