Os cães realmente choram quando estão tristes?

Os cachorros são animais sensíveis que costumam demonstrar seus sentimentos de diferentes maneiras, como abanando o rabo e dando saltos quando estão alegres, ou ficando mais quietos e afastados se algo não vai bem. Mas será que eles choram de verdade, com lágrimas, quando estão tristes?

Da mesma forma que os humanos, os cães produzem secreções lacrimais em determinadas circunstâncias. Mas se o seu pet aparecer com os olhos lacrimejantes não, necessariamente significa que ele esteja se sentindo triste por você tê-lo proibido de subir na cama ou o repreendido por comer o seu chinelo.

(Fonte: Getty Images)

Os cachorros, os gatos e a maioria dos mamíferos possuem canais lacrimais nos olhos. Mas, diferente dos humanos, eles não são usados para expressar angústia e tristeza ou algum outro tipo de dor nos animais, tendo como funções somente lubrificar e proteger os olhos.

Embora não se saiba os motivos por trás disso, é provável que apenas pessoas soltem lágrimas ao chorar por conta de uma dor física ou emocional, como sugerem alguns estudos recentes. Uma das explicações estaria na evolução do choro como expressão emocional que sinaliza angústia e outros comportamentos sociais específicos.

Lágrimas caninas podem ter outros significados

De acordo com várias pesquisas, os cães não derramam lágrimas de tristeza. Mas se o bichinho de estimação for visto com os “olhos cheios d’água”, pode ser sinal de que há algo errado acontecendo com ele, como algum tipo de alergia ou irritação nos olhos, por exemplo.

Também é possível que algum objeto tenha ficado preso nos olhos do pet ou que um ducto lacrimal esteja bloqueado, causando incômodo ao animal. Outra explicação para o cão lacrimejando está na ocorrência de infecção nos olhos, exigindo um cuidado maior do tutor para investigar a razão do “choro”.

(Fonte: Getty Images)(Fonte: Getty Images)

Há ainda a possibilidade de que as lágrimas caninas tenham sido motivadas pelo reencontro com o tutor depois de um período considerável sem vê-lo. A hipótese foi detalhada em um estudo publicado na revista Current Biology em setembro do ano passado.

Usando um teste conhecido como Schirmer, os autores identificaram níveis elevados de lágrimas sob as pálpebras dos cachorros ao reencontrar seus humanos favoritos. Ou seja, o choro canino nem sempre está relacionado a algo negativo, existindo a chance de ser causado pela emoção de rever o tutor.

Sinais de tristeza nos cães

Além do choro, determinados comportamentos podem indicar que os cachorros estão tristes, angustiados, ansiosos ou sofrendo por outro motivo. Gemidos, vocalizações frequentes, mudanças nos padrões de sono e lambidas em excesso são alguns deles.

Outros sinais de que algo não vai bem são a falta de apetite e de interesse em atividades anteriormente prazerosas, agressividade e inquietação. Em geral, a tristeza canina tem como causa principal as mudanças, seja de ambiente, de rotina ou de companhia.