gasolina ou etanol? Tire suas dúvidas agora!

Quem tem um carro flex não pode passar nem mesmo uma semana sem acompanhar os preços dos combustíveis. Essa atualização é importante porque, com a oscilação frequente dos valores nos postos, a gasolina e o etanol podem variar na posição de produto mais vantajoso.

Segundo dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio da gasolina teve queda de 0,93% na semana passada, enquanto o etanol ficou 0,80% mais barato no período. O levantamento é feito semanalmente em milhares de estabelecimentos do país.

Com as novas mudanças, a gasolina passou de R$ 5,40 para R$ 5,35 o litro na média nacional. Já o etanol recuou de R$ 3,77 para R$ 3,74, o litro.

Qual dos dois vale mais a pena?

Usando a regra geral, o etanol vale mais a pena quando seu preço corresponde até 70% do valor da gasolina. É importante mencionar que essa equação pode variar conforme o modelo e a configuração do veículo.

Considerando o preço médio nacional apurado na última semana, o etanol foi vendido a 69,9% do preço da gasolina. Com uma diferença tão pequena, dá praticamente na mesma escolher qualquer um dos dois combustíveis para abastecer.

Entretanto, é preciso lembrar que esses números são referentes à média nacional e que cada motorista deve se basear nos valores praticados no posto onde vai abastecer. Por isso, é importante fazer as contas.

Custo-benefício por estado

No recorte por estado, a gasolina levou a melhor em 24 das 27 unidades federativas do país, onde a diferença de preço ficou acima de 70%. Em apenas três estados brasileiros a taxa ficou igual ou abaixo do limite, conferindo vantagem ao etanol. Veja quais são eles:

  • Mato Grosso: 63,7%;
  • São Paulo: 68,6%;
  • Goiás: 70,0%.

Em outras palavras, somente os moradores de Mato Grosso e São Paulo que abasteceram com etanol levam alguma vantagem. Em Goiás, como o percentual ficou em 70%, a escolha do motorista não importou.