empregos em sao paulo novembro

Novembro foi um mês positivo para o mercado de trabalho paulista

empregos em sao paulo novembro

Apesar da crise econômica causada pela pandemia de Covid-19, a região de São Paulo conseguiu gerar mais empregos do que demissões em novembro de 2023. Segundo o novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho e Previdência, foram criados 36.905 postos de trabalho formais no mês, resultado de 335.466 contratações e 298.561 desligamentos.

Esse saldo positivo foi menor do que o registrado em outubro, quando foram abertos 41.487 empregos formais, fruto de 342.683 admissões e 301.196 demissões. No entanto, foi o quarto mês consecutivo de crescimento do emprego formal na região, o que indica uma recuperação gradual da economia.

São Paulo, Barueri e Guarulhos foram as cidades que mais contrataram e demitiram

Entre as cidades da região de São Paulo, a capital foi a que mais se destacou em termos de movimentação no mercado de trabalho. Foram 219.701 contratações e 189.768 demissões em novembro, resultando em um saldo de 29.933 empregos formais. A cidade também foi a que mais gerou empregos no acumulado do ano, com 143.724 postos de trabalho.

Barueri e Guarulhos ocuparam o segundo e o terceiro lugar, respectivamente, tanto em contratações quanto em demissões. Barueri registrou 20.561 admissões e 17.713 desligamentos, com um saldo de 2.848 empregos formais. Guarulhos teve 15.841 contratações e 14.041 demissões, com um saldo de 1.800 empregos formais.

A maioria dos contratados era homem, jovem e com ensino médio completo

De acordo com os dados do Caged, a maior parte dos trabalhadores contratados em novembro na região de São Paulo era do sexo masculino (52,29%), tinha entre 18 e 24 anos (28,95%) e possuía ensino médio completo (69,38%). As mulheres representaram 46,71% das contratações, enquanto os demais níveis de escolaridade somaram 30,62%.

Os setores que mais contrataram foram a indústria, com 125.726 admissões, o comércio, com 104.899 admissões, e os serviços, com 93.581 admissões. Esses setores também foram os que mais demitiram, com 111.917, 97.650 e 80.457 desligamentos, respectivamente.

O trabalho temporário foi uma alternativa para muitos brasileiros

empregos em sao paulo novembro

Além dos empregos formais, o Brasil também registrou um aumento nas contratações de trabalhadores temporários em novembro. Foram 96.551 admissões nessa modalidade, que oferece uma oportunidade para quem busca uma renda extra ou uma chance de entrar no mercado de trabalho.

Francine Amadeu, gerente de Recrutamento e Seleção da Employer Recursos Humanos em São Paulo, afirma que a região possui diversas vagas para quem deseja trabalhar como temporário. Ela explica que o fim do ano e o início da safra agrícola são fatores que impulsionam a demanda por mão de obra temporária.

“Com o aquecimento do mercado em decorrência das festas de fim de ano e com o início da safra agrícola, a abertura das vagas operacionais se destaca no volume de contratações”, diz Amadeu.

Como se candidatar a um emprego temporário

Para se candidatar a um emprego temporário, os interessados devem se cadastrar no site do Banco Nacional de Empregos, que é uma plataforma que conecta empresas e trabalhadores. Lá, é possível encontrar vagas em diversos setores e regiões do país.

Em caso de dúvidas, os candidatos podem entrar em contato com a Employer Recursos Humanos por meio do e-mail [email protected] ou pessoalmente na Rua Padre João Manuel, 165 – Cerqueira César, São Paulo – SP, 01411-001.

Quais são os direitos dos trabalhadores temporários

Os trabalhadores temporários têm os mesmos direitos que os trabalhadores formais, conforme previsto na legislação 6.019/1974. Eles recebem salário, horas extras, descanso semanal remunerado, 13o salário e férias proporcionais ao período trabalhado. Eles também têm direito a 8% de FGTS e a contribuir para a aposentadoria.

A legislação permite que os trabalhadores temporários sejam contratados por até 180 dias, podendo ser prorrogados por mais até 90 dias. A efetivação pode ocorrer a qualquer momento desse período, caso a empresa tenha interesse em manter o funcionário.

Os trabalhadores temporários também têm direito aos benefícios da Previdência Social, desde que cumpram a carência mínima exigida para cada tipo de benefício. Por exemplo, para ter direito ao auxílio-doença, é preciso ter contribuído por pelo menos 12 meses.

Conclusão

O mercado de trabalho na região de São Paulo apresentou um saldo positivo de empregos formais em novembro de 2023, mostrando sinais de recuperação econômica. As cidades que mais contrataram e demitiram foram São Paulo, Barueri e Guarulhos. A maioria dos contratados era homem, jovem e com ensino médio completo. Os setores que mais contrataram foram indústria, comércio e serviços.

O trabalho temporário foi uma alternativa para muitos brasileiros que buscavam uma renda extra ou uma oportunidade de emprego. Os interessados devem se cadastrar no site do Banco Nacional de Empregos e procurar as vagas disponíveis. Os trabalhadores temporários têm os mesmos direitos que os trabalhadores formais, incluindo o direito à Previdência Social.

Se você gostou deste texto, compartilhe com seus amigos e familiares. E se você quer saber mais sobre o mercado de trabalho, acompanhe o Concurso e Emprego, o seu portal de informações. Até a próxima! 😉

Leia mais:
Concurso INSS 2024: tudo o que você precisa saber para garantir sua vaga!