De onde vem a palavra "você"? Saiba qual é a origem desse pronome

Aquele concurseiro que entendo melhor seu idioma pode ter mais chances pontos na prova de Conhecimentos Gerais de qualquer certame. Além disso, a sua bagagem intelectual ficará cada vez maior, o que pode aumentar as chances de aprovação.

Essa matéria vai te mostrar de onde vem a palavra “você”. O concurseiro que sempre teve essa curiosidade, deve continuar lendo até o fim para saná-la de uma vez por todas. Afinal de contas, o conhecimento não ocupa espaço e estimula a mente, não é verdade?

De onde vem a palavra “você”?

Idioma galego-português

No século XIII, os pronomes de tratamento ‘tu’, ‘você’ e ‘vos’ já faziam parte da cultura de diversas regiões brasileiras. Eles são originários do latim e também aparecem em textos escritos no idioma galego-português. Essas duas formas eram as únicas na hora de fazer referência à segunda pessoa. Enquanto o ‘tu’ era mais informal, o ‘vos’ era usado para demonstrar respeito com a realeza.

Vossa mercê: o início de tudo

Saber de onde vem a palavra “você” é importante, concurseiro. Por volta do ano de 1500, algumas alterações no idioma português, que já tinha se separado do galego, começaram a surgir. O pronome ‘vossa mercê’ era continuamente usado por uma pessoa para fazer menção a outra.

Vossemecê

Tempos depois, a palavra ‘vossa mercê’ sofreu modificações fonéticas e semânticas na Língua Portuguesa. O termo “vossemecê” começou a vigorar no vocabulário dos brasileiros. Mas o pronome ainda era relativamente extenso para ser usado com tanta frequência.

Vosmecê

No século XVI, a palavra “vossemecê” acabou dando lugar a “vosmecê”, já que tinha menos letras e era mais fácil de se falar no dia a dia. Mas ainda era um tanto quanto complicada de se falar e escrever, para milhares de brasileiros.

Você

Está vendo de onde vem a palavra “você”, concurseiro? Já no final do século XVII, aconteceu mais uma alteração na semântica e na fonética desse pronome de tratamento. Ou seja, “vosmecê” deu lugar a “você”, que é usado até os dias atuais por ser uma forma simples, curta e prática de se referir a alguém.