As 6 músicas mais antigas de todos os tempos

A música é conhecida pelo ser humano há pelo menos 55 mil anos. Contudo, as composições musicais tiveram seus primeiros registros feitos na forma escrita há apenas cerca de 3 mil anos. Estas primeiras canções conhecidas eram, quase todas, hinos religiosos cristãos. O curioso é que alguns deles são usados até hoje pelas igrejas.

Pesquisadores que se dedicam à arqueologia musical reuniram gravações destas canções extremamente antigas. E você pode também ouvir estes hinos enquanto lê o texto!

1. Sumer Is Icumen In

“Sumer Is Icumen In” (também chamada de “Summer Cannon” ou “Cuckoo Song”) é considerada a mais antiga canção em língua inglesa. Ela remete à época da Inglaterra medieval, por volta do século XIII, e foi escrita no dialeto Wessex. Sua melodia é animada e a letra celebra o início do verão.

Este hino foi conhecido a partir de um manuscrito encontrado em Reading Abbey, que hoje está armazenado na Biblioteca Britânica. É uma canção gravada várias vezes pelos ingleses, e presente na trilha do filme O Homem de Palha, de 1973, um clássico do cinema de horror.

2. Te Deum

“Te Deum”, também chamado de “Canção da Igreja” e “Hino Ambrosiano”, é um dos mais antigos cantos cristãos de louvor. Acredita-se que essa música foi escrita por Santo Ambrósio e por Santo Agostinho em 387 d.C. para celebrar o batismo de Agostinho.

O cântico em latim ainda é tocado pela Igreja Católica Romana, Igreja Anglicana, Igreja Metodista, e em algumas Igrejas Luteranas. Ele costuma ser invocado em momentos especiais, como a eleição de um papa, a consagração de um bispo ou a canonização de um santo.

3. Let All Mortal Flesh Keep Silence

“Let All Mortal Flesh Keep Silence” é mais um antigo hino cristão usado até hoje. Acredita-se que o cântico foi composto em IV d.C., para o Ofertório da Divina Liturgia de São Tiago.

O arranjo moderno foi criado pelo compositor inglês Ralph Vaughn Williams, que usou uma tradução do grego original e a combinou com uma melodia folclórica medieval. Sua versão do hino se tornou muito popular no mundo todo.

4. Phos Hilaron

O “Phos Hilaron” é considerado um dos primeiros hinos gregos cristãos, e é usado até hoje em algumas igrejas. Ele foi documentado pela primeira vez por volta do século III ou início do século IV d.C.

Não se sabe muito bem a origem da música, mas acredita-se que São Basílio de Cesareia possa ter sido o autor da composição. O hino é usado com função específica, para acompanhar o acendimento das lâmpadas a noite. Por essa razão, ele também é popularmente conhecido como o “Hino do Acendimento das Lâmpadas”.

5. Oxyrhynchus Hymn

O “Oxyrhynchus Hymn” foi encontrado no papiro 1786 da coleção de papiros Oxyrhynchus (que levam esse nome por terem sido encontrados em Oxyrhynchus, no Egito, em 1918).

Acredita-se que o hino tenha sido usado durante o início da adoração cristã grega, pois a letra faz referência à Santíssima Trindade, mas não se baseia em passagens da Bíblia.

6. Hurrian Hymn

Muitos estudiosos do tema acreditam que o “Hurrian Hymn” possa ser a música mais antiga já conhecida pelo homem. Este hino foi descoberto na década de 1950 em uma placa de argila, escrita em linguagem cuneiforme, que datava de mais de 3.400 anos. A música é dedicada a Nikkal, a deusa dos pomares dos hurritas.

A tábua de argila, encontrada em Ugarit, uma parte atual da Síria, especifica inclusive os instrumentos: uma lira de 9 cordas com intervalos na hora de tocar. Era, portanto, uma tablatura de violão.