10 estratégias para poupar dinheiro sem se sacrificar

Conheça 10 estratégias para poupar dinheiro sem se sacrificar.

Veja também: Pix ameaçado? Boleto bancário terá mudanças e pode recuperar terreno

Os brasileiros estão começando a entender cada vez mais a importância de poupar dinheiro para o futuro, mas esse ainda pode ser um desafio para uma grande parcela da população, já que milhões de pessoas não têm nem mesmo recursos suficientes para viver. Contudo, nem sempre esse é problema.

Se você não guarda nada porque não quer abrir mão dos poucos “luxos” que conquistou, saiba que não é preciso se sacrificar para economizar. É claro que uma escolha influencia diretamente na outra, mas existem maneiras de construir essa reserva cortando algumas pontas soltas.

A especialista em educação financeira Paloma Andrade reuniu algumas dicas para aqueles que pensam no futuro e querem poupar sem grandes sacrifícios. Conheça essas estratégias para poupar dinheiro sem sacrifícios. Confira!

1. Prioridades

Antes de mais nada, é imprescindível diferenciar o que é necessário e o que é apenas um desejo. “Concentre seus gastos nas necessidades básicas antes de satisfazer desejos”, diz a especialista.

2. Orçamento

Após fazer essa diferenciação, o segundo passo é colocar no papel todas as suas entradas e saídas, elaborando um orçamento mensal realista e condizente com sua realidade. “Um orçamento é a espinha dorsal das finanças saudáveis”, pontua Andrade.

3. Gastos supérfluos

Na hora cortar gastos, comece pelos supérfluos que não afetam tanto sua qualidade de vida, como assinaturas, delivery e transporte por aplicativo. Não é preciso cancelar tudo, mas lembre-se da primeira dica na hora de realizar essa análise.

4. Estratégias de compra

Quando for realizar suas compras do mês ou adquirir um produto específico, seja inteligente. “Aproveite promoções, pesquise preços e faça compras conscientes. Ainda mais, pequenas economias em cada compra acumulam ao longo do tempo”, recomenda a educadora financeira.

5. Renegociação

Se você tem planos de internet e celular, entre em contato com a operadora para encontrar opções mais acessíveis ou conseguir descontos nos mesmos serviços.

6. Planejar refeições

A alimentação fora de casa é um gasto que pesa bastante no orçamento do brasileiro, por isso, evite comer na rua sempre que puder. “Planeje suas refeições, faça compras com uma lista e cozinhe em casa para economizar significativamente”, indica.

7. De olho nos juros

Se você tem dívidas e não consegue cobrir todas elas de uma só vez, uma boa dica para escolher o que pagar primeiro é verificar os juros. “Priorize o pagamento de dívidas com altas taxas de juros, como cartões de crédito. Além disso, isso alivia a pressão financeira a longo prazo”, explica Andrade.

8. Economia automática

Guarde dinheiro antes mesmo de pensar em gastar. “Configure transferências automáticas para sua poupança. Isso garante que você esteja economizando regularmente, sem esforço extra”, completa.

9. Fundo de emergência

Com o dinheiro que sobrar todos os meses, faça uma reserva de emergência para cobrir imprevistos. “Ter uma reserva financeira é vital. Comece pequeno, mas seja consistente. Isso oferece tranquilidade em tempos de imprevisibilidade”, afirma.

10. Educação financeira

Para aprender a lidar melhor com seu dinheiro, a melhor maneira é estudar sobre finanças. “Quanto mais você entende sobre finanças, melhor pode gerenciar seu dinheiro. Nesse sentido, um especialista pode ajudar nesse tema”, finaliza a especialista.